Políticas de privacidade e de cookies

Blog

Antivirais TNS: Como utilizá-los em ambientes públicos para minimizar os efeitos da pandemia

Aviões com proteção antiviral, hotéis mais seguros do que nunca, até os ônibus que utilizamos diariamente estão mais sanitizados do que algumas residências. 

Mas será que os antivirais disponíveis no mercado são mesmo tão eficazes? Como são as aplicações desses novos materiais e produtos com características antivirais? Qual a garantia de eficácia com desenvolvimentos tão rápidos? Veja a seguir!

Introdução

Somente no Brasil, mais de 7 milhões de casos de COVID-19 já foram computados, sem falar nos casos de pessoas assintomáticas que nem sabem se já foram contaminadas ou não.

Agora imagine um país continental, considerado uma das grandes apostas mundiais para o futuro (dado seu imenso potencial), com portos, aeroportos e rodoviárias abertas… O potencial de contaminação cruzada é imenso, não?

Aqui entra o importante valor do uso de produtos protegidos com ação antiviral e antibacteriana TNS. 

Caso algum vírus tenha contato com as superfícies protegidas por aditivos TNS, em alguns segundos de contato o vírus é inativado, de modo a reduzir drasticamente o potencial de contaminação cruzada em qualquer ambiente.

TNS pré-pandemia: como se deu o “start”

Aqui na TNS, nosso dia a dia gira em torno de dois importantes pilares:

– Clientes

– Produtos

Diante disso, nossos times buscam desenvolver produtos e estratégias para que as indústrias atuantes com a TNS tenham cada vez mais sucesso mediante ao uso de nossas entregas.

Em relação aos clientes, ainda em fevereiro de 2020, recebíamos ligações e indagações de alguns parceiros e clientes sobre o que pretendíamos fazer em relação ao novo Coronavírus que estava por ameaçar o mundo.

Ainda naquele momento não tínhamos ações concretas sobre o tema, somente inúmeras incertezas sobre o que poderia acontecer no caso de uma pandemia ser instaurada.

Estávamos em um momento de transição na empresa, muitos produtos estavam em fase de validação, e o que não poderíamos fazer, era apenas parar as pesquisas que já estavam em nosso fluxo para começar do zero um novo estudo para atuar frente à pandemia.

Logo no final de fevereiro, alguns colaboradores também me questionaram sobre o tema e como a empresa se comportaria no caso de uma pandemia, sentimos que a pressão estava grande e não poderíamos esperar o caos se instaurar, mas sim, precisaríamos ter ação e buscar a integração importante da TNS: Clientes e Produtos.

Leia mais: 5 benefícios de se aplicar os aditivos antimicrobianos em seu produto

Pesquisa, pesquisa e pesquisa!

Decididos que investiríamos tempo em pesquisa neste primeiro momento, fomos para todas as literaturas possíveis para então conhecer o máximo possível sobre o novo coronavírus. 

Juntamente com literaturas de interesse, nos aproximamos de novos departamentos dentro das universidades parceiras da TNS, para que pudéssemos obter colaboração da comunidade científica de fora da empresa. Basicamente, para não nos apaixonarmos por nossa tecnologia, mas sim, para termos algo validado por órgãos isentos.

Durante esta etapa de busca por parceiros, a pandemia em meados de março já estava instaurada no Brasil e praticamente todo país em lockdown.

Felizmente, graças a todas as pesquisas prévias, nossas tecnologias na TNS tinham um imenso potencial para ter atividade frente ao novo Coronavírus, porém, necessitávamos de estudos de tempo, concentração e eventuais efeitos adversos.

Mesmo durante o lockdown, conseguimos contatar diferentes laboratórios competentes e já iniciamos nossas análises externas com investimentos massivos.

Recebemos importante apoio da rede SEBRAE e FIESC aqui em SC. Logo na sequência, foi a vez do EMBRAPII apostar em conjunto com a TNS, garantindo ainda mais análises e pesquisadores para nosso time. 

Ao unirmos pessoas, recursos e dedicação à pesquisa, no início de abril fomos a primeira empresa da América a disponibilizar a solução antiviral para indústria.

Leia mais: Caixas térmicas antivirais para transporte de vacinas

Antivirais polímeros

O desafio das distintas aplicações

Uma vez que as validações chegaram, nosso time de engenharia de aplicações estava 100% dedicado a compartilhar a novidade com nossas centenas de clientes ativos, juntamente com uma pesada campanha de marketing de modo a atingir o maior número de empresas possível.

Somente assim, atingiríamos o nosso objetivo que era impactar a sociedade com tal tecnologia, e, não apenas nosso time interno. 

Mesmo já conhecendo uma boa parte do mercado e das aplicações, conforme mostramos neste link, os desafios eram imensos.

Diversas campanhas foram geradas no meio do caos do lockdown. Viagens canceladas, laboratórios e indústrias de nossos clientes fechadas, foi uma correria só! 

Por mais que inúmeras pessoas gostariam de fazer acontecer, algumas cidades impediram de os mesmos aplicarem a velocidade desejada.

Nos surpreendemos com a resiliência e com o interesse de tantas indústrias e pessoas em tão pouco tempo. Saímos de 8 países atendidos, para mais de 16 em poucos meses de lançamento, sem falar em várias novas aplicações validadas e aprovadas por laboratórios terceiros.

Trago alguns exemplos de sucesso da funcionalidade: máscaras e jalecos, calçados de hospitais e fast foods, têxteis para mobilidade (desde aviões até ônibus), cortinas para hospitais, roupas de cama para hotéis e até toalhas de mesa para restaurantes.

Certamente as aplicações eram imensas, e não pararam por aí! Vimos também as divisórias de acrílico serem solicitadas por milhares de empresas dentro e fora do Brasil, com isso, nossos clientes lançaram a primeira folha de acrílico antiviral do mundo.

Ainda em tempo, estávamos cansados de sanitizar as embalagens que viriam do supermercado, com isso, nossos clientes novamente saíram na frente e foram os primeiros a lançarem sacolas de supermercado, sacolas de lixo e um super filme transparente para ser aplicado em qualquer superfície de interesse, com a nossa tecnologia antiviral.

Leia mais: Aditivos Antimicrobianos: a solução para o Setor Médico-Hospitalar

As aplicações em 2021 e os ambientes públicos

2021 mal começou e nós já estamos a todo vapor! Recém saímos de um período onde a falta de matéria prima assombrava qualquer indústria. Mesmo com tal incerteza, chegamos a produzir aditivos suficientes para incorporar mais de 4 bilhões de camisetas antivirais – isso somente em um mês!

Além de atuar com novas aplicações, como, cosméticos, moda, segurança pública, agora estamos na etapa de multiplicar as soluções já consolidadas no mercado.

Vimos que aeroportos e rodoviárias permanecerão ativos, uma amostra disso foi nosso período de final de ano. E aqui é onde acreditamos poder fazer ainda mais a diferença. Além de conectar indústrias com oferta e demanda, podemos acelerar a incorporação de tais tecnologias nesses ambientes de alto fluxo.

Com alguns parceiros estratégicos, já revestimos centenas de ônibus e outras dezenas de ambientes sensíveis. Esperamos que a consciência de inibir a contaminação cruzada permaneça, e que cada vez menos possamos perder vidas por tais microrganismos tão pequenos.

A oportunidade de redes de hotéis, empresas de mobilidade e empresas convencionais conhecerem quais as opções que a TNS pode oferecer para que seus ambientes se tornem mais seguros, é simples e rápida.

Estamos com um time de especialistas totalmente disponíveis para atender a demanda de mercado e compartilhar os cases de sucesso em como proteger esses ambientes para que a vida volte ao normal o mais breve possível. 

Seja um hotel, um aeroporto, uma escola, o que for necessário para permitir que a sociedade se sinta segura mais uma vez.

Entre em contato e conte com nossos especialistas!

Gostou do post? Então deixe seu comentário e não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais! Acesse mais conteúdos exclusivos inscrevendo-se no nosso canal do YouTube, acompanhando nosso blog e seguindo a TNS no LinkedIn, Facebook e Instagram.

Antivirais TNS: Como utilizá-los em ambientes públicos para minimizar os efeitos da pandemia