Página inicial | Moldando o Futuro da Moda com Ciência e Regulamentação

Moldando o Futuro da Moda com Ciência e Regulamentação

Bem-vindo a uma jornada intrigante no coração da moda e da ciência, onde inovações moldam o futuro da indústria têxtil.

Prepare-se para embarcar nesta exploração que revelará a complexidade de um dilema aparentemente paradoxal: substâncias autorizadas para uso na indústria têxtil, mas com status regulatórios variados.

Na indústria têxtil, o equilíbrio entre estilo e segurança é uma busca constante. Por trás das roupas que usamos todos os dias, existe uma interação complexa entre a moda e a ciência, onde cada fio de tecido conta uma história de inovação. No entanto, às vezes, essa história apresenta um enigma intrigante.

Imagine uma substância ativa, autorizada para uso na indústria têxtil, que, paradoxalmente, ostenta diferentes status regulatórios ao longo do seu ciclo de uso.

Isso é mais do que uma curiosidade; é uma questão que mergulha no âmago das regulamentações que moldam a moda e segurança. 

Esta é uma busca para desvendar o mistério por trás da autorização de ativos antimicrobianos, mas com status regulatórios variados, e compreender como suas aprovações podem influenciar o futuro da moda e da segurança na indústria têxtil.

Vamos começar a explorar juntos?

Leia mais em: Nanotecnologia: do invisível ao visível

Importância e relevância das decisões dentro do REACH & BPR

A indústria têxtil é uma das espinhas dorsais da economia global, fornecendo roupas, tecidos e produtos relacionados para milhões de pessoas em todo o mundo. No entanto, por trás das cores, texturas e estilos, existe uma preocupação fundamental com a segurança do consumidor e a proteção do meio ambiente. As regulamentações ambientais e de segurança desempenham um papel crucial neste setor, e duas das principais iniciativas nesse sentido vêm da Agência Química Europeia (ECHA), através dos seus regulamentos para produtos químicos (EU REACH) e antimicrobianos (BPR).

  • Proteção da Saúde Humana e do Meio Ambiente: O cerne das regulamentações ambientais e de segurança é a proteção da saúde humana e a preservação do meio ambiente. Na indústria têxtil, onde os produtos entram em contato direto com a pele, é essencial garantir que os materiais usados sejam seguros e livres de substâncias prejudiciais. Além disso, a produção têxtil envolve o uso de diversos produtos químicos, desde corantes até agentes antimicrobianos, e é crucial monitorar e mitigar qualquer impacto negativo sobre o meio ambiente. Ao exigir o registro e avaliação de substâncias químicas, o REACH por exemplo ajuda a prevenir ou minimizar os potenciais efeitos adversos de substâncias perigosas em indivíduos e no ecossistema.

  • Transparência e responsabilidade da cadeia de suprimentos: As regulamentações promovem a transparência ao longo da cadeia de suprimentos têxtil, desde a fabricação até o consumidor final. Isso não apenas ajuda a garantir a segurança dos produtos, mas também incentiva práticas responsáveis em cada etapa, incluindo a escolha de materiais, fabricação, embalagem e transporte.

  • Acesso ao mercado: À medida que a indústria têxtil opera em uma escala global, o acesso a mercados internacionais é essencial para o sucesso. Cumprir as regulamentações ambientais e de segurança, como o REACH, é um requisito para acessar o mercado da União Europeia, que representa uma parte significativa do comércio global. Portanto, a conformidade se torna uma prioridade para empresas em todo o mundo que buscam expandir seus negócios. O que nos leva ao próximo tópico.

  • Influência nas regulamentações globais: O impacto das regulamentações da UE não se limita às suas fronteiras. Devido ao poder econômico da UE e às rígidas regulamentações químicas, o REACH influencia as práticas de gerenciamento de produtos químicos além de suas fronteiras. Muitos países e regiões em todo o mundo se inspiraram no REACH ao formular seus próprios regulamentos químicos, alinhando assim seus padrões com os requisitos da UE. No contexto do BPR os altos padrões estabelecidos pela UE influenciaram e inspiraram outros países e regiões no desenvolvimento de seus próprios regulamentos de produtos biocidas, como o UK-REACH (Reino Unido, pós-Brexit), K-REACH (Coreia do Sul), KKDIK (Turquia) e até mesmo as agências ANMAT (Argentina) e ANVISA (Brasil), as quais não possuem um regramento próprio tão robusto, e utilizam como base as autorizações da Europa e Estados Unidos. Como resultado, os regulamentos globais tornaram-se mais alinhados, levando a uma maior segurança e eficácia dos produtos biocidas em todo o mundo.

Baixe nosso e-book: Neobent, aditivo para controle de odor em têxteis

Restrições no Uso de Prata e Oportunidades com Outros Metais

Em nosso panorama sobre o uso de ativos biocidas na indústria têxtil, é imperativo permanecer atentos às restrições e incertezas que cercam substâncias como a prata e seu impacto no mercado têxtil.

Ficar informado sobre o progresso das avaliações de substâncias ativas é essencial para tomar decisões informadas.

A prata, que há muito tempo é reconhecida por suas propriedades antimicrobianas, enfrenta restrições cada vez mais rigorosas.

Recentemente, a Agência Europeia de Produtos Químicos (ECHA) tomou uma decisão significativa. Ela removeu a nanoprata de sua lista de substâncias ativas autorizadas no regulamento BPR quando aplicada a produtos biocidas e artigos beneficiados, incluindo têxteis e polímeros, devido ao não cumprimento de metas administrativas no processo burocrático para sua aprovação.

Essa medida entrou em vigor em setembro de 2021, e os produtores tiveram apenas seis meses para retirar do mercado os artigos tratados com essa substância ativa.

Essa mudança na regulamentação teve um impacto substancial na indústria têxtil, já que agências respeitadas, como OEKO-TEX e bluesign, proibiram o uso de nanoprata em seus portfólios de ativos considerados seguros. Essa restrição não se limitou apenas à nanoprata, mas também afetou o uso convencional da prata como agente antimicrobiano em têxteis.

Importante destacar que essa mudança não reflete diretamente uma proibição devido a questões de segurança, pois o ativo prata, sem a distinção de nanoforma, permanece autorizado em outras categorias como desinfetantes e sistemas de resfriamento líquido, mas também especificamente para o tratamento de água e áreas relacionadas a alimentos. 

A natureza dinâmica do cenário regulatório significa que a aprovação ou rejeição final de uma substância ativa pode ser influenciada pela evolução do conhecimento científico, desistência do peticionante (“participant withdrawal”), novos dados ou mudanças nos requisitos regulatórios - normalmente levando ao status “Não mais suportado” (ou “no longer supported”).

Consequentemente, as substâncias em processo de avaliação estão sujeitas a possíveis alterações em seu status regulatório até que uma conclusão definitiva seja alcançada.

Entretanto, enquanto a regulamentação impõe restrições à prata, não significa que a indústria têxtil esteja sem alternativas viáveis.

Um portfólio bem-sucedido de aditivos químicos pode superar essas limitações e oferecer soluções eficazes e seguras. É aqui que os metais como o zinco ativo e outras opções entram em jogo.

Explorar alternativas é fundamental para continuar oferecendo produtos antimicrobianos de alta qualidade enquanto se mantém em conformidade com as regulamentações cada vez mais rigorosas.

É hora de aproveitar a inovação e buscar métodos sustentáveis e seguros para manter a excelência na indústria têxtil.

Leia mais: 3 dicas para não errar na escolha do seu fornecedor de aditivos antimicrobianos

Versatilidade e segurança no uso de ativos para acabamento em têxteis antimicrobianos

Como mencionado anteriormente, a regulação de ativos à base de prata e outros metais é um ponto de interesse fundamental no contexto da indústria têxtil. É importante entender como esses ativos são regulamentados e onde suas aplicações são aprovadas ou aguardam aprovação.

A prata e o cobre são ativos biocidas que receberam autorização com base em suas aplicações iniciais, abrangendo diversos tipos de produtos (PTs - product types) com finalidades específicas. No entanto, é crucial notar que essa autorização não significa uso efetivo e amplo em todas as áreas.

Analisando a concorrência, encontramos exemplos de empresas que destacam suas soluções principalmente para desinfetantes e tratamento de água. Essas categorias de produto (conhecidas como “Product Types”) estão alinhadas com as diretrizes do BPR da UE e permitem a comercialização legal desses ativos para esses setores dentro da União Europeia.

No entanto, uma abordagem completa requer esforços. Na TNS Nano, oferecemos soluções que utilizam esses ativos biocidas nas mesmas aplicações, em colaboração com clientes estratégicos, acrescentando o benefício adicional de cumprir as regulamentações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para registros de desinfetantes e do INMETRO para filtros.

Nossa presença no mercado latino-americano e nossa participação significativa no Brasil, especialmente no mercado de purificação de água, atestam nossa capacidade de atender aos requisitos regulatórios e entregar produtos de alto desempenho. No entanto, nossa missão vai além disso.

Enquanto muitas empresas enfatizam a legalidade de suas soluções baseadas em prata e cobre, é essencial esclarecer que a legalidade decorre da conformidade com as diretrizes regulatórias do BPR da UE, com status de "pedido inicial de aprovação em andamento". Isso significa que, embora essas soluções estejam em conformidade com as regulamentações, não têm aprovação final.

A estratégia TNS Nano é mais ampla, ao estender seu portfólio à categoria de produtos manufaturados, onde a maioria dos produtos têxteis e artigos tratados se encaixa. Reconhecemos que o mercado têxtil enfrenta restrições crescentes quanto ao uso de prata e outros metais antimicrobianos. 

Enquanto muitos ativos à base de prata não são mais autorizados, ou estão aguardando decisões oficiais, a TNS Nano está comprometida em se manter atualizada com as mudanças regulatórias e em fornecer alternativas eficazes e regulamentadas para o tratamento de artigos têxteis.

Baixe nosso ebook: Desmistificando a prata na indústria

Abraçando o Futuro com Alternativas Sustentáveis

Em um mercado têxtil em constante evolução, é essencial se adaptar às regulamentações em mudança e às crescentes restrições ao uso de certos ativos. Na TNS Nano, não apenas reconhecemos essas mudanças, mas também as abraçamos.

Nossa dedicação em oferecer alternativas seguras e eficazes nos permite alinhar nossos produtos com os requisitos regulatórios em constante evolução, reconhecido por órgãos representativos do setor,  como OEKO-TEX, Nike, Adidas, AFIRM Group e ZDHC e suas listas de substâncias restritas.

Baixe nosso e-book: Acabamentos têxteis antibacterianos, antifúgicos e antivirais.

Explore o Futuro da Indústria Têxtil Conosco

Agora é o momento de explorar o futuro da indústria têxtil com alternativas sustentáveis e inovadoras.

Junte-se a nós na TNS Nano enquanto continuamos a desenvolver soluções que não apenas atendem às regulamentações, mas também impulsionam o desempenho e a segurança dos produtos têxteis.

Descubra como nossos produtos podem elevar sua empresa e contribuir para um mundo têxtil mais seguro e sustentável.

Gostou do post?

Então deixe seu comentário e não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais!

Acesse mais conteúdos exclusivos inscrevendo-se no nosso canal do YouTube, acompanhando nosso blog e seguindo a TNS no LinkedIn, Facebook e Instagram.

Admin TNS
planta

Fale com nossos especialistas e saiba como juntos podemos inovar seu negócio.

Fale com Especialista

Artigos Relacionados

"Com espumas antimicrobianas aplicadas em calçados, se prolonga o t...
Bem-vindo a uma jornada intrigante no coração da moda e da ciência,...
Na indústria têxtil, o equilíbrio entre moda e segurança é uma busc...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram